Prova de Carga: teste essencial para garantir a sustentação das obras

Há duas formas de teste de carga, a dinâmica e a estática. Entenda como elas são e em que contribuem para os projetos

Engenharia e Arquitetura
Publicado em:
18/5/2022
Download versão PDFAcessar link externo

Para toda ação existe uma reação. A terceira Lei de Newton é muito importante para o desenvolvimento das provas de carga na engenharia civil. Quando criamos o projeto, calculamos um peso estimado do que permanecerá e o que circulará sobre o piso. Mas só uma prova de carga bem executada é capaz de verificar se a sustentação da obra foi calculada da forma correta ou se há necessidade de reforços na estrutura. 

O que é a prova de carga? 

A NBR 6122, que dispõe sobre projeto e execução de fundações, prevê a necessidade de uma prova de carga para o andamento da obra. Conforme a norma: “o objetivo é determinar as características de deformabilidade e resistência do terreno por meio do carregamento dos elementos estruturais da fundação ou modelos”. 

A prova de carga é obrigatória para qualquer tipo de obra que necessita de controle da capacidade de carga da fundação, como supermercados, prédios, armazéns. 

Há duas formas de fazer esta prova: dinâmica e estática.

Prova de carga dinâmica

Na prova de carga dinâmica, o elemento a ser testado é preparado para receber um golpe. Essa ação gera uma onda de choque que passa por toda a estaca. A partir disso, se percebe a quantidade de energia gerada pelo golpe e o retorno da onda;  o cálculo da capacidade de carga é feito de maneira empírica. 

Escolhe-se essa modalidade em obras com estaca cravada, porque há a disposição bate-estaca.

Quando é feita a prova de carga dinâmica, é importante fazer uma contraprova com o método estático. 

Prova de carga estática

Na prova de carga estática, é montado um sistema de reação em que a carga aplicada no elemento é uma carga real. Então, o cálculo torna-se mais próximo da realidade do projeto. 

Como fazer a prova de carga?

Há dois conceitos da física importantes para uma boa prova de carga: ação e reação de Newton e pressão e tensão de Pascal. Para gerar a carga se usa o conceito de Newton, e, a partir dele, vem a tensão. Usa-se um cilindro hidráulico que proporcionará a geração de carga a ser testada.

Em números, é essencial que a carga a ser testada tenha um fator de segurança de dois, ou de no mínimo 1,6, considerando o projeto. Por exemplo, em um estaqueamento dimensionado para suportar até 100 toneladas, o teste de carga deve ser multiplicado por dois e o suporte deve ser para 200 toneladas.

Segundo a NBR 6122, é necessário checar 1% das estacas na prova estática ou definir uma carga dinâmica. 

Quais são os tipos de estaqueamento que suportam a prova de carga? 

Por que fazer a prova de carga?

Há duas vantagens na prova de carga. 


1) Comprovação do projeto

Ao fazer a prova de carga, é informado ao projetista que o cálculo de carregamento feito por ele está correto conforme a NBR 6122 - nem aquém e nem além do que é esperado na necessidade de suporte da obra. 

2) Economia na obra

Ao tornar o projeto adequado para a norma 6122, sem ultrapassar os limites de carga, o projeto pode eliminar gastos desnecessários de reforço ou de refação. 

Consultoria técnica: Aliomar Luiz Arantes, sócio-proprietário da SCAAP Engenharia

Sem mais imagens na postagem
Contato

Quer colocar o seu projeto em prática? A nossa equipe está pronta para te atender.

+55 61 3245 2147
comercial@telmec.com.br
EQS 114/115 Conjunto A, Bloco 3 loja 47
Edifício Casablanca | Brasília – DF
CEP 70.377-400
Whatsapp Corporativo

Preencha os campos abaixo. A sua mensagem vai direto para a caixa de entrada do nosso time de atendimento. Ao concluir o cadastro, você declara estar de acordo com a política de privacidade da Telmec.

Muito obrigado! A sua mensagem foi enviada com sucesso.
Algo deu errado. Por favor tente novamente