Acessibilidade na Engenharia Civil: como tornar os espaços mais acessíveis a todos

O conceito de Desenho Universal, criado em 1987 pelo arquiteto Ron Mace é essencial para garantir a acessibilidade nas obras

Engenharia e Arquitetura
Publicado em:
27/4/2022
Download versão PDFAcessar link externo

Você já se colocou no lugar de alguém que deixa de frequentar um espaço comum, como um supermercado ou um teatro, porque pode encontrar dificuldades até para entrar no local? Isso pode acontecer pela falta de acessibilidade.

Em 1987, o arquiteto americano Ron Mace, que era cadeirante, teve essa percepção. Ele entendeu que o ideal seria a projeção de ambientes acessíveis para todos e não a adaptação a cada nova necessidade. A partir disso, ele criou o conceito de “Desenho Universal”. 

O que é Desenho Universal na Engenharia Civil? 

É um modelo de projeção, de ambientes e de produtos, adotado no mundo todo. Ele traz diferentes pilares para haja acessibilidade para todas as pessoas, incluindo quem tem mobilidade reduzida, como: pessoas com deficiência, com nanismo, idosos, obesos e gestantes. 

Na Engenharia Civil, o Desenho Universal dispõe sobre a acessibilidade dentro e fora dos espaços. A meta da acessibilidade na Engenharia Civil é a de que todas as pessoas possam usar um espaço sem nenhuma necessidade de adaptação. 

7 pilares do Desenho Universal

  1. Igualitário: todas as pessoas, de diferentes idades e condições físicas, devem conseguir facilmente acessar e usar o espaço
  2. Flexível: deve ser adaptável para as necessidades que podem surgir
  3. Simples: o acesso ao espaço deve ser intuitivo, inclusive para pessoas que não conheçam a língua local ou não saibam ler
  4. Perceptível: as informações e o acesso devem ser vistos facilmente 
  5. Seguro: a acessibilidade do ambiente deve considerar a possibilidade de acidentes e minimizar os riscos para quem passar por isso no local
  6. De pouco esforço físico: o espaço deve ser projetado para garantir que quem o acessa, precise do mínimo de esforço físico para aproveitá-lo 
  7. Próximo: a dimensão do espaço deve considerar as formas de uso e facilitar o trânsito, o manuseio, a entrada e a saída 
O conceito de Desenho Universal prevê que os sinais sejam entendidos por todas as pessoas, independentemente de idade ou língua. 

Acessibilidade na Engenharia Civil: NBR 9050

A Norma Técnica de Acessibilidade a Edificações, Mobiliário, Espaços e Equipamentos Urbanos (NBR 9050: 2015), considera como acessibilidade: 

a possibilidade e condição de alcance, percepção e entendimento para a utilização com segurança e autonomia de edificações, espaço, mobiliário, equipamento urbano e elementos.

A NBR 9050 traz três requisitos para o cumprimento das regras:

Desenho Universal X NBR 9050

As duas formas de regulamentar a acessibilidade, Desenho Universal e NBR 9050, não são conflitantes, mas se complementam. É importante ressaltar que o desenho universal é uma recomendação adotada no mundo inteiro. E a NBR 9050, pautada pelo Desenho Universal, é uma norma que deve obrigatoriamente ser respeitada em todas as obras de construção ou reforma no Brasil.

Sem mais imagens na postagem
Contato

Quer colocar o seu projeto em prática? A nossa equipe está pronta para te atender.

+55 61 3245 2147
comercial@telmec.com.br
EQS 114/115 Conjunto A, Bloco 3 loja 47
Edifício Casablanca | Brasília – DF
CEP 70.377-400
Whatsapp Corporativo

Preencha os campos abaixo. A sua mensagem vai direto para a caixa de entrada do nosso time de atendimento. Ao concluir o cadastro, você declara estar de acordo com a política de privacidade da Telmec.

Muito obrigado! A sua mensagem foi enviada com sucesso.
Algo deu errado. Por favor tente novamente